Patrões, Esses Exploradores – O Estado É Um Benfeitor

O exercício completo para os não casados sem dependentes estão na tabela e gráfico abaixo, sendo importante destacar que a partir de salários brutos mensais de 2758€, o estado passa a receber mensalmente mais do que o próprio trabahador – e isto sem contar com os outros impostos pago pelo trabalhador contribuinte, designadamente o IVA, o IMI e o ISP entre outros.

E as estradas num mundo libertário ?

A receita numa estrada - privada - pode surgir, não só pelo que os utilizadores da estrada pagarem, como sob forma de licenças publicitárias. Por exemplo, através de placards e expositores ao longo dos viadutos, rádio ou anúncios animados na duração dos semáforos vermelhos. Ou licenças comerciais para mercantis poderem montar as suas bancas de especiarias regionais ou para estações de serviço. Além das licenças temos as parcerias. Seja com colégios, seguradoras, agências turísticas ou transportadoras de pessoas e de mercadorias, que podem agir por subscrição ou deter acções sobre a licença da estrada. Outra fonte de receita poderia derivar directamente dos interesses corporativos num paradigma de acesso a estabelecimentos comerciais e zonas industriais, sendo pura conveniência dos mesmos financiar tais acessos.

O que o Livre Mercado fez aos Açores

A liberalização do mercado aéreo dos Açores revelou-se a melhor coisa que o arquipélago viu nos últimos anos, favorecendo em primeiro lugar os próprios açorianos, e depois os turistas, que podem agora visitar mais facilmente um dos territórios mais bonitos do nosso país.